Buscar
  • Alexandre Marzullo

Blog Uma Canção #01 / 03 - Três expressões do intenso na paixão

Três expressões do intenso na paixão - três formas de falar de amor. A cantiga emboleirada; o fado; o samba-canção, em três artistas: Puta Romântica, nome artístico de Maria Victória Carballar; Dora Toiá e Maria Beraldo.


1 - Compositora e cantora de originalidade e expressão únicas, em "Denúncia", Puta Romântica entoa seu refrão inadiável, "Jorge, eu sou piranha!" - um brado pela autonomia do próprio desejo, em tom ao mesmo tempo confessional e dionisíaco, entre violões, cordas e a gravidade de seu barítono: https://open.spotify.com/track/2Y6LtfOCqY4O2LMq7BPs78?si=3c82f377929f4dca


2 - Seguindo a mesma via da intensidade, mas além-mar, por sua vez, Dora Toiá resgata a tradição do fado, demonstrando que é uma das maiores, indiscutíveis vozes da cena musical contemporânea, em sua belíssima interpretação de "Canção do Mar." A canção está no álbum mais recente de Dora, o excelente "Sim, eu te amo", e talvez seja o momento mais sublime do disco. O delicado acompanhamento é de André Siqueira: https://open.spotify.com/track/0fbCnGvUcXAMdxkpCCr7Ki?si=5900b4dbf69b49a9


3 - E por sua vez, na deixa do título do álbum de Dora Toiá, partimos para a canção Eu Te Amo, clássico de Chico Buarque e Tom Jobim, na radical e instigante releitura de Maria Beraldo, constante de seu álbum Cavala (2018). Beraldo despe a canção com a própria voz, concentrando o arranjo nas subidas e descidas da melodia, brincando com a dicção, deixando o canto se confundir com as distâncias. E a canção reluz, como quem ama: como docemente se quer amar: https://open.spotify.com/track/4nFaqp0pUTZgdDzpqO7iQX?si=6814cf1b14e74c8a




1 visualização0 comentário